4 ótimos exemplos de CTA para melhorar as suas conversões

4 ótimos exemplos de CTA para melhorar as suas conversões

Por Thiago Rodrigues - 2 de março de 2021 -

Quem está entrando no mercado digital, certamente já sabe que existem alguns termos específicos desse nicho que devem ser bem conhecidos. O CTA (Call to Action), ou chamada para ação, é um deles. 

O CTA é um item indispensável para as pessoas que pensam em estratégias de marketing. Um bom e eficiente Call to Action tem que ser o centro das atenções, o ponto culminante, como parte essencial em uma publicação.

Quer saber o que é e conhecer 4 ótimos exemplos de CTA? Continue acompanhando e aproveite a leitura!

O que é um CTA e para que serve?

O CTA é um link ou outra função em uma página na internet que vai levar os visitantes a realizarem uma determinada ação. O Call to Action precisa ser um chamado e nunca uma imposição. Ações de persuasão como a da propaganda são vistas como SPAMs, por isso devem ser evitadas.

Ter um CTA quer dizer que você está chamando os usuários com acesso aos seus conteúdos para que tomem um próximo passo específico. Lembrando que em cada um você vai determinar o que deve ser feito para alcançar os objetivos que tem para essas personas.

Quais são os melhores exemplos de CTA que podem ser usados?

Veja, a seguir, os 4 melhores exemplos de CTA que você pode usar!

1. Seguir nas redes sociais

Você pode fazer um convite para que os visitantes dos textos sigam a empresa em outras redes sociais. Assim, as pessoas podem conhecer melhor a marca.

Veja um bom exemplo: “Você gostou deste post? Então, siga-nos no Instagram e no Facebook para acompanhar outros conteúdos relevantes”.

2. Fazer um download

Sabe aquele material rico que você escreveu? Uma estratégia muito interessante é oferecê-lo no CTA.

Veja um bom exemplo: “Baixe nosso e-book gratuitamente e conheça mais estratégias de marketing essenciais!”.

3. Assistir a um vídeo

Você já tem vídeos postados, mas eles ainda não conseguiram muitas visualizações? Então, aproveite o CTA para gerar mais tráfego.

Um bom exemplo: “Assista ao vídeo que preparamos, pois ele complementa as informações que você leu neste texto”.

4. Comentar no post

Você pode fazer um CTA bastante comum, que é convidar a persona a comentar no seu post. Essa é uma forma de estimular o engajamento na página. 

Veja um exemplo: “Curtiu este texto sobre Call to Action? Conhece outros exemplos de CTA? Então, comente aqui para que nós e os demais leitores conheçamos suas ideias!”.

Por fim, outros exemplos de CTA que você pode usar são:

  • Responder uma enquete;
  • Oferecer testes gratuitos;
  • Assinar a newsletter;
  • Compartilhar o post nas redes sociais;
  • Entrar em contato com a empresa.

O que considerar para escolher os CTAs mais adequados?

Bom, você já viu que os CTAs são capazes de ajudar a convencer os usuários a tomarem ações importantes. Mas o que considerar na hora de escolhê-los?

É importante saber o estágio do funil de vendas a fim de oferecer conteúdos qualificados para cada usuário. Por exemplo, quem se encontra no topo do funil (momento de atração) ainda não está preparado para receber conteúdos da mesma maneira que uma pessoa no fundo (decisão). É preciso entender as necessidades de cada visitante. 

No topo, tente evitar conteúdos publicitários. Foque em materiais educativos. Uma boa ideia é fazer um CTA de oferta de material rico ou que leve para outro post do blog. Um usuário que está no meio (consideração) sabe que tem um problema e deseja resolvê-lo. Então, oferecer materiais ricos mais aprofundados é interessante para ajudar na resolução do problema.

Por fim, para o fundo do funil, depoimentos e cases de sucesso são ótimos. E quando a pessoa estiver convencida a comprar o produto ou serviço, o CTA para fazer a compra é essencial.

Bom, agora que você já sabe o que é e conhece os principais exemplos de CTA, não perca mais tempo e coloque em prática as dicas que trouxemos sobre o que considerar para escolher os seus. Lembre-se de pesquisar e planejar bastante para criar chamadas atrativas e que realmente consigam converter!

Gostou do texto? Ficou com alguma dúvida? É só deixar seu comentário aqui para que possamos ajudar você!