Comunicação visual: o que você precisa saber para criar uma

Comunicação visual: o que você precisa saber para criar uma

Por Wesley Moura - 18 de agosto de 2021 -

Você sabe o que é a comunicação visual e qual é a sua importância para a empresa? Alcançar o público-alvo para obter resultados mais atrativos é um dos objetivos de grande parte dos negócios. Porém, uma dúvida comum em relação a esse processo está voltada ao modo de colocar isso em prática.

Existem diversas estratégias de marketing cujo intuito é atrair novos consumidores, fidelizar aqueles que já conhecem seus produtos e serviços e garantir a satisfação dos clientes. Outras têm como objetivo repassar informações por linguagens distintas — e a comunicação visual é uma delas.

Pensando nisso, elaborei este conteúdo para que você entenda esse conceito, saiba mais sobre a importância que ele exerce em uma estratégia, além de apresentar algumas dicas para fazer isso de maneira eficiente. Continue a leitura e saiba mais!

O que é comunicação visual e como funciona?

Em primeiro lugar, vamos entender o que é a comunicação visual e como ela funciona nas estratégias da empresa. Conforme abordei, existem ações que repassam informações por meio de diferentes linguagens. A comunicação visual, como o próprio nome já diz, utilizará de recursos gráficos, fotos, ícones, vídeos, entre outros tópicos para transmitir e receber dados utilizando signos visuais.

Para que a informação seja transmitida de forma correta, é preciso ter um estudo sobre a disposição desses elementos. Porém, antes de mais nada, a etapa de planejamento é essencial para o sucesso da comunicação, uma vez que, para o entendimento do público, existe a necessidade de entender um pouco mais sobre seus aspectos históricos, culturais, éticos, técnicos, entre outros.

Entenda: se você vai fazer uma campanha para as redes sociais utilizando uma imagem que remeta a algo específico da cultura de sua região, provavelmente alguém que é de outra localidade do Brasil não será alcançado por essa imagem. Ou seja, o sucesso vai depender, em grande parte, da capacidade que a equipe tem de compreender o público.

Relação com marketing

Por essa razão, a participação do marketing para as definições é primordial. Inclusive, é nesse momento de trazer pesquisas e análises sobre o público que a equipe entra, uma vez que tem o entendimento sobre as características de sua audiência e analisa o que seria coerente ou não para implementar.

Devemos levar em consideração que a comunicação visual é um dos pontos-chave no momento de divulgar uma marca. Afinal, é por meio dela que haverá a conexão entre a empresa e a sua brand persona — abordaremos sobre o tema mais adiante.

Se a comunicação visual for eficaz, o público tem a capacidade de identificar a sua marca em qualquer canal, de modo que ela seja sempre lembrada. Exemplo: vamos supor que alguém utilizou a mesma tipografia (fonte) e a cor da Coca-Cola para escrever outra palavra. Mesmo sendo um nome que nada tenha a ver com a empresa, no mesmo momento você vai identificar de que se trata de uma referência — o que significa que essa é uma comunicação visual efetiva.

Além disso, o marketing realiza também um estudo de mercado para entender sobre as principais tendências, bem como o que vem sendo utilizado pelos concorrentes. Quando nos referimos a empresas de fast-food, por exemplo, identificamos que grande parte delas conta com a cor vermelha em sua marca — o que é proposital, uma vez que essa é uma tonalidade que remete à fome.

Quais os benefícios da comunicação visual?

Agora que você já sabe o que é e como funciona, chegou o momento de apresentar alguns dos principais benefícios de contar com uma comunicação visual mais eficiente. Confira!

Transmissão de informações de forma mais direta

Suponhamos que você veja um material impresso de uma empresa que ainda não conhece. No logotipo, há a presença de um símbolo de um dente. No mesmo momento, você identifica de que se trata de uma clínica odontológica, ou de algo relacionado à estética dos dentes.

Com um exemplo simples, entendemos sobre o poder que a comunicação visual exerce em transmitir informações ao seu público. Por essa razão, planejar esse símbolo e contar com um manual de identidade visual permitirá que haja esse estudo voltado especificamente para o seu público, contribuindo que as informações sejam transmitidas de forma correta e que haja um bom alcance de sua marca.

Flexibilidade de aplicações

Vou comparar a comunicação visual com a verbal para você identificar esse diferencial. Se você deseja transmitir os valores de sua marca por meio da fala, os recursos são limitados. É preciso que o canal utilizado tenha a possibilidade de trazer textos explicativos, ou ainda de ter um cuidado extremamente delicado para a escolha de palavras que não gerem duplas interpretações.

No caso da comunicação visual, há uma flexibilidade de aplicações que deve ser considerada. Ao criar sua marca, você vai utilizá-la nas redes sociais, em brindes promocionais, na estrutura física de seu negócio, em papelaria, entre outros. Dessa forma, ela estará presente com o seu público em diferentes momentos, contribuindo para que seja lembrada.

Ampliação de brand awareness

Inicialmente, vamos entender o significado. Brand awareness nada mais é do que a possibilidade de sua marca ser reconhecida, tornando-a presente na lembrança do consumidor. Não é apenas uma tendência de marketing: trata-se de uma estratégia essencial para quem deseja se destacar competitivamente no mercado e gerar mais vendas.

Pense comigo: quando você fala de palha de aço, automaticamente vem à sua cabeça a Bombril. Inclusive, o nome da marca se tornou sinônimo, na cabeça do público, para qualquer produto desse no mercado. Nesse sentido, percebemos esse como um caminho natural das marcas, mas que demanda investimento e tempo de sua equipe.

Afinal, a Bombril não se tornou referência do dia para noite. Foi todo um processo até que ela se tornasse líder de vendas e de mercado. E a comunicação visual influencia muito nesse sentido. Conforme o exemplo da Coca que dei, nós identificamos que a marca é reconhecida quando os seus signos são utilizados mesmo que seja em contextos completamente diferentes.

Além de apostar na comunicação visual para conquistar brand awareness, esteja atento às estratégias de fidelização, ao marketing de experimentação, bem como se preocupe em identificar os pontos fortes da marca.

Aumento do impacto

Esse ganho está diretamente ligado ao anterior. Quando há reconhecimento de sua marca no mercado, naturalmente há um impacto de suas ações para o consumidor. Devemos levar em consideração que somos muito atraídos pela linguagem visual, independentemente de qual seja o objetivo da empresa.

Ou seja, sempre que há a necessidade de adquirir algum produto e/ou serviço, vamos lembrar daquela marca que mais está fixada em nossa mente, mesmo que ainda não conheçamos o atendimento ofertado e a qualidade do que é fornecido.

Melhora de custo-benefício

Quando investimos em qualquer estratégia de marketing, uma das grandes preocupações das equipes está relacionada ao custo-benefício e ao orçamento destinado para a campanha. No caso da comunicação visual, esse é um ponto de destaque.

Se fizermos uma comparação entre uma empresa que ainda não tem evidência no mercado e outra que já tem ampla atuação, vamos perceber que a comunicação visual é um dos motivos que levam ao sucesso de uma em detrimento do “esquecimento” da outra.

Quanto mais reconhecida, maiores serão seus resultados. Nesse sentido, é um investimento que traz retorno para o seu negócio, além de ser a possibilidade de criar uma marca que tenha credibilidade e seja forte em seu segmento de atuação, independentemente de qual ele seja.

Conquista de credibilidade

Aumentar a credibilidade da empresa também é uma ação que gera resultados mais atrativos para o seu negócio. Para alcançar esse objetivo, alguns aspectos precisam ser considerados. Primeiramente, estabelecer um valor justo para produtos e serviços, além de se preocupar em transmitir uma comunicação na qual o seu negócio só prometerá o que realmente tem a capacidade de cumprir.

Além disso, há a necessidade de tratar os clientes como únicos, de modo que eles se sintam satisfeitos com o atendimento oferecido e sejam fidelizados pelos benefícios de sua empresa em relação ao mercado.

Não se esqueça de avaliar, de forma contínua, qual é a percepção que as pessoas têm de seu negócio, pois esse diagnóstico vai servir de base para elaborar e aplicar um plano de ação a fim de melhorar os pontos identificados. No entanto, nada disso é eficiente se você não contar com uma comunicação visual que atraia a atenção de seu público. Afinal, ela traz os seguintes ganhos:

  • Melhora a imagem da empresa perante o mercado;
  • Contribui para agregar valor aos produtos e aos serviços oferecidos pelo seu negócio;
  • Gera diferenciação da concorrência;
  • Dá a oportunidade de se aproximar do público-alvo.

Como criar uma comunicação visual para a empresa?

A seguir, apresentarei algumas das principais dicas que devem ser consideradas para criar uma comunicação visual efetiva para a empresa. Confira!

Defina a sua persona

Conforme abordei mais acima, a comunicação visual, para ser efetiva, precisa estar relacionada à cultura de seu local, a aspectos étnicos, regionais, entre outros pontos que contribuem para a identificação de seu público com a sua marca.

Porém, não basta considerar esses aspectos macro: é preciso entender quem é a sua persona para que as informações transmitidas sejam ainda mais eficazes. Trata-se da representação semifictícia de seu cliente ideal. Para defini-la com precisão, há alguns passos a seguir:

  • Realize o mapa de empatia — a partir de algumas perguntas específicas, você tem a oportunidade de entender o que a persona sente e pensa, o que ela ouve, o que ela faz e fala, o que ela vê na televisão ou nas redes sociais, quais são as suas principais dores e seus objetivos;
  • Faça pesquisas de opinião — por meio de perguntas em uma pesquisa, você coleta as informações necessárias para abranger as suas campanhas de modo que elas sejam destinadas especificamente para as pessoas certas;
  • Utilize ações de e-mail — nesse canal, você tem a possibilidade de encaminhar formulários de perguntas de forma gratuita, contribuindo para trazer dados que sejam realmente efetivos para a definição de sua persona.

Além de contar com informações precisas para a sua comunicação visual, entender quem é a sua persona trará os seguintes ganhos:

  • Saber com quem você está falando, qual o tom de voz a ser utilizado e quais os canais que devem ser usados para a comunicação;
  • Fazer distinções entre o público-alvo e a sua persona;
  • Ter a possibilidade de realizar campanhas personalizadas, seja por meio das redes sociais, seja por meio do e-mail marketing;
  • Oferecer uma linguagem atrativa para o seu público que gere identificação;
  • Ampliar as vendas, uma vez que vai conhecer exatamente quais são os objetivos de sua persona.

Faça um briefing da sua comunicação visual

Definida a sua persona, chegou o momento de fazer o briefing do que será a sua comunicação visual. Conforme mencionei, a identidade visual é um dos processos da sua comunicação. Para defini-la, é preciso que você tenha em mente do que se trata seu produto, quais são os ganhos que ele oferece ao público, entre outras informações relevantes.

Nessa etapa, você tem a oportunidade de encontrar respostas para os conceitos que definem a sua marca. Exemplo: se a sua empresa é um aplicativo de delivery que deseja transmitir rapidez na comunicação, esse é um dos pontos que precisam estar presentes na identidade visual. Com o objetivo de encontrar essas respostas, sugiro a aplicação dos seguintes questionamentos para toda a equipe:

  • Como o time descreve o produto?
  • Como a equipe deseja que o público identifique a marca?
  • Qual é o diferencial da empresa?
  • Quem são os concorrentes e como eles vêm trabalhando?

Faça um brainstorming com a equipe

Chegou o momento de toda a equipe se reunir e trazer os pontos que acredita ser importantes. No brainstorming — em português, chamamos de “tempestade de ideias” —, todo o time precisa trazer sua criatividade, entender sobre a marca e garantir que a definição da comunicação visual de fato atenda aos objetivos e às expectativas da empresa. Nessa etapa, alguns erros devem ser evitados. Entre eles, destaco:

  • Fazer o brainstorming se a equipe não estiver concentrada — esse é um momento que exige a participação de todos. Se o time estiver cansado ou desconcentrado, certamente vai deixar passar alguma ideia relevante ou conceito que terá ampla conexão com o seu público;
  • Não ser objetivo — como o próprio nome já diz, teremos uma “tempestade de ideias” de sua equipe. Porém, se a pessoa que estiver conduzindo não for objetiva para entender o que de fato deve ser discutido com mais clareza, vai haver dispersão da reunião;
  • Não considerar as ideias — todas as ideias apresentadas são possibilidades que devem ser consideradas e avaliadas pela equipe. Caso alguma não seja discutida, há o risco de deixar passar uma estratégia relevante para a sua empresa.

Tenha uma área para a comunicação visual

A comunicação visual será uma estratégia contínua de seu negócio. Mesmo depois que forem definidas todas as estratégias iniciais, existe a necessidade de avaliar constantemente se o manual de marca é seguido com clareza, bem como de analisar pontuais mudanças na forma de transmitir as informações.

Lembre-se: nada é estático. Grandes marcas já passaram por reformulações em suas identidades visuais, contribuindo para que houvesse um alcance mais claro dos objetivos pré-estabelecidos. Nesse sentido, contar com um time voltado especificamente para ter esse cuidado garantirá que as estratégias sejam estudadas a todo instante, alcançando melhores resultados.

Tome cuidado com a inovação

Apostar na inovação da comunicação visual é interessante para que a empresa alcance diferentes públicos. Contudo, é preciso ter cautela. A inovação não pode fugir do que a sua empresa realmente é, de modo que haja um distanciamento de seu público.

Além disso, outro ponto que deve ser evitado é a extravagância. Se a sua marca contar com muitos elementos, existe o risco de nenhum deles realmente fixar na memória de seus clientes. Vamos ao exemplo da Coca-Cola: o logo dessa grande empresa conta com pouquíssimos elementos. Todos eles, mesmo que dispostos de forma isolada, são facilmente reconhecidos, o que reforça o fato de que menos é mais.

Atente-se à coerência

Quando os principais conceitos da comunicação visual forem estabelecidos e estiverem alinhados aos valores que o negócio deseja transmitir, é preciso ter atenção à coerência do que será apresentado ao público. Ao mencionar sobre coerência, me refiro à importância de respeitar todos os elementos de sua identidade visual, seja qual for o objetivo de sua campanha.

Para isso, é preciso contar com o manual de identidade. Trata-se de um documento que traz todas as informações relacionadas à sua marca de modo que qualquer pessoa que for trabalhar em algo relacionado à comunicação visual terá a oportunidade de conferir o que é permitido e o que não é, quais são os elementos principais e os cuidados que deve tomar para elaborar uma peça. Entre os ganhos que isso traz, destaco:

  • Garante uma comunicação certa para o seu público-alvo;
  • Respeita a aplicação de todos os elementos visuais que estejam presentes em sua marca;
  • Mantém a padronização para qualquer campanha, independentemente de quem seja a pessoa a realizá-la;
  • Repassa informações precisas relacionadas à marca.

Aplique a comunicação visual em diferentes formatos

Indico, ainda, que o seu negócio conheça os diferentes formatos relacionados à comunicação visual para que ela seja aplicada de maneira correta. Exemplo: no manual de identidade que mencionei, haverá distintas aplicações para objetivos diferenciados.

O modo como a sua marca é aplicada em um post de redes sociais não será a mesma para cartazes, banners ou uma estratégia de branded content. Essa é mais uma etapa para que toda a sua comunicação esteja alinhada e comunique de forma efetiva a mensagem que deseja passar para o seu público.

Aumente o alcance de sua comunicação visual

Por fim, recomendo que a sua empresa aumente o alcance de sua comunicação visual para o seu público. Dessa forma, há a oportunidade de outras pessoas conhecerem a marca e a de ela ser conhecida por pessoas que ainda não tiveram contato com seus produtos e/ou serviços.

Brindes corporativos são alguns desses exemplos. Ao oferecer “mimos” para seus clientes ou colaboradores, o seu negócio contará com os seguintes diferenciais:

  • aumento da visibilidade;
  • expansão da base de leads;
  • crescimento das vendas;
  • direcionamento efetivo para o público certo;
  • melhora da personalização;
  • ampliação da versatilidade.

Aplicando a comunicação visual nesses brindes, você pode oferecê-los em eventos corporativos, em datas comemorativas (especialmente para seus colaboradores), além de ser um recurso utilizado para a fidelização do público — uma vez que ganhar presentes gera um efeito positivo na percepção das pessoas, criando um afeto em relação à marca.

Quais erros devem ser evitados na comunicação visual?

Para garantir toda a efetividade que mencionamos, alguns erros devem ser evitados ao aplicar a comunicação visual em seu negócio. Entre eles, apresento alguns dos principais:

  • Não ter regras de aplicação da marca no manual de identidade visual;
  • Não seguir o padrão de sua identidade para a comunicação interna da empresa;
  • Elaborar uma comunicação visual com muitos elementos, tornando as campanhas poluídas e de difícil transmissibilidade das informações;
  • Não contar com uma equipe especializada para a criação da identidade visual;
  • Não se preocupar em atualizar constantemente as informações, uma vez que seu público pode ter distinções;
  • Não levar em consideração a psicologia das cores para definir a sua marca;
  • Não se preocupar em estabelecer uma unidade nas suas comunicações, seja interna, seja externa;
  • Desfocar a sua marca nos posts das redes sociais;
  • Não utilizar a comunicação visual nos itens de escritório, como materiais de papelaria.

Neste conteúdo, você entendeu o que é a comunicação visual, qual é a importância que ela exerce no dia a dia da empresa e como contribui para melhorar os resultados. Conforme mencionamos, é muito importante contar com ações e estratégias que aumentem o alcance de sua marca, pois, dessa forma, ela tende a se fixar na memória de seu público, algo fundamental para que mais pessoas conheçam seus produtos e serviços.

Se você gostou deste material que apresentei, curta nossa página no Facebook e acompanhe de perto as novidades que divulgamos com frequência.