5 ações de marketing criativas para você se inspirar

5 ações de marketing criativas para você se inspirar

Por Thiago Rodrigues - 10 de março de 2021 -

Atrair, encantar e conquistar mais clientes: essencialmente, isso é o que motiva a elaboração de ações de marketing criativas. No entanto, esse processo pode não ser tão simples como parece. Por isso, elaboramos este artigo, elencando alguns cases de sucesso relacionados a esse tema.

O nosso objetivo é apresentar esses exemplos, abastecendo você e sua equipe com o entusiasmo necessário para a elaboração da própria campanha, com originalidade, eficiência e estilo. Então, não perca tempo e confira!

Como criar campanhas de sucesso?

A essa altura do campeonato, você já deve ter notado que o marketing é uma área bastante densa, repleta de métricas e tecnicalidades. Em nossa visão, é importante conhecer esse lado do setor justamente para ficar mais confortável na elaboração da parte criativa.

A seguir, conheça os quatro critérios mais importantes para viabilizar o sucesso da sua campanha de publicidade.

Conheça seu público

Trabalhar com marketing é trabalhar com gente. No fim do dia, a sua campanha será direcionada para um alvo específico, uma persona com as principais características daqueles que consomem os produtos e serviços da sua marca.

Por isso, é fundamental que você saiba com quem está falando. Essa noção é determinante para que você ajuste o tom da comunicação, adaptando a linguagem da campanha para o estilo que melhor será percebido pelo público-alvo.

Nesse momento, você pode se perguntar: como criar uma persona? Geralmente, esse processo pode ser solucionado de duas maneiras:

  1. Pagando uma consultoria, que fica responsável por estudar o seu mercado e base de clientes para identificar o perfil do seu consumidor;
  2. Fazendo você mesmo uma pesquisa, estudando o cadastro de clientes da empresa e identificando características como sexo, escolaridade, idade e afins.

Gere valor

É importante que a sua ação de marketing tenha personalidade, pois é justamente essa característica que estimula a fixação da mensagem na cabeça do consumidor. O mesmo vale para os seus produtos e serviços — o cliente precisa enxergar o que você entrega de excepcional no mercado.

Destaque seus diferenciais

Essa é uma dica complementar à anterior. Na publicidade paga, não importa o meio, você lidará com uma visibilidade limitada, geralmente por questões orçamentárias. Por isso, é fundamental saber aproveitar o espaço de maneira otimizada, prática e direta, evidenciando os seus pontos fortes.

Adote o omnichannel

Tecnicamente, omnichannel é um conceito que incentiva a transformação de todos os pontos de atendimento em canais sincronizados de venda. A tática é especialmente eficaz para empreendimentos de varejo, food service, e-commerce e afins.

No entanto, independentemente da sua área, o omnichannel pode maximizar a eficiência da sua campanha de marketing pelo fato de ampliar o número de instâncias disponíveis para a conversão do cliente — consequentemente, aumentando a probabilidade de gerar vendas.

Quais os 5 principais exemplos de ações de marketing criativas?

AirBnB, Havaianas, Magazine Luiza, Itaú e Michelin: você sabe o que elas têm em comum? Todas essas empresas conseguiram pensar fora da caixa e colher as vantagens de uma boa campanha publicitária. Dê uma olhada!

1. AirBnB

O case da AirBnB foi um acerto publicitário muito bem planejado. A realidade é que a empresa nunca precisou atravessar uma readaptação de marca, valores e linguagem. Desde sua fundação, a startup chamou atenção por fazer barulho em seu segmento, revolucionando a hospedagem e alavancando a economia compartilhada.

No entanto, a marca veiculou uma campanha intensa, impulsionada por uma mensagem de tolerância, enfatizando o slogan We Accept — em português, “nós aceitamos”. O meio de veiculação foi um intervalo comercial do Super Bowl, o evento esportivo de maior projeção nos Estados Unidos.

Com a campanha, a marca reafirmou o seu posicionamento em favor da diversidade, conquistando o respeito de milhões de telespectadores em todo o mundo — sendo a maioria deles usuários em potencial da plataforma.

2. Havaianas

A Havaianas é um case exemplar de reposicionamento de marca. No Brasil, os chinelos eram amplamente conhecidos como produtos funcionais e confortáveis. Além disso, seu preço fazia com que fossem amplamente acessíveis até mesmo para a classe C nacional, que era a maior fatia consumidora na época.

No entanto, a marca pretendia internacionalizar sua atuação no mercado, rompendo as fronteiras e levando os tradicionais chinelos para o mundo. Nesse sentido, o objetivo da Havaianas não era apenas alcançar novos mercados, mas principalmente um novo público, mais capitalizado.

Na época, a transição foi um dilema para o time criativo, até que uma consultoria apontou a direção — todo mundo usa chinelo! Assim, a empresa adotou o slogan “Todo mundo usa”, criou peças publicitárias de bom humor e simpatizou com todos os públicos potenciais para a marca.

3. Magazine Luiza

A varejista com mais de seis décadas de mercado aprendeu rapidamente que a era digital exigia uma atuação moderna, despojada e tecnológica. Foi nesse contexto que se criou a Lu, a personalidade digital que é a personificação da loja em um avatar.

Junto dessa caricatura interativa, a gigante varejista reformulou sua abordagem nas redes sociais, tornando todos os canais mais intuitivos, simpáticos e acessíveis ao consumidor, utilizando até memes e piadas para a comunicação direta com o público.

4. Itaú

Sustentabilidade, cultura, educação e desenvolvimento: esses são alguns dos temas abordados pelo Itaú. Em 2013, a empresa adotou um direcionamento voltado para a conscientização do público-alvo, assim como a AirBnB, fazendo uma aproximação por meio da identificação de valores sociais, morais e éticos.

Além de seguir firme com a plataforma publicitária #issomudaomundo, a empresa também é famosa por suas ações voltadas para a sustentabilidade, mobilidade urbana, educação infantil, filantropia e qualidade de vida — inteligentemente se afastando do estereótipo comumente atribuído aos bancos.

5. Michelin

Sem sombra de dúvidas, a Michelin detém um dos cases de marketing mais emblemáticos e clássicos do mundo. Afinal de contas, você sabe dizer qual é a relação entre uma fabricante de pneus com a mais alta gastronomia? Exatamente, o Guia Michelin!

Nos dias atuais, o Guia é a principal referência crítica para identificar os melhores restaurantes do mundo, com um tradicionalíssimo sistema de avaliação de 1 a 3 estrelas. No entanto, o guia não tem nada de atual, pois foi originalmente publicado em 1900.

Na época, os idealizadores buscavam formas de alavancar as vendas de pneus, mas, para isso, precisavam estimular o turismo automobilístico. Foi daí que surgiu a ideia de publicar guias de excelentes restaurantes locais, incentivando as pessoas a fazerem passeios para descobrir os lugares e, consequentemente, gastarem seus pneus rodando. Genial, não é mesmo?

No fim das contas, a essência de muitas campanhas está na simplicidade. Do “Todo mundo usa” da Havaianas ao “Nós aceitamos” da AirBnB, há uma ideia clara sendo comunicada, logicamente, com um objetivo tático por trás — seja transicionar entre públicos, fidelizar usuários ou estimular o consumo.

Agora que você está por dentro da engenhosidade dessas ações de marketing criativas, aproveite para espalhar essa noção entre os seus colegas de equipe, compartilhando este post nas suas redes sociais!